07 setembro, 2013

Quando alguém tem um segredo.








Se você tem um segredo e,
deseja mantê-lo oculto aos
atenciosos ouvidos alheios,
melhor guardar pra si, viu!

             Às vezes paro pra pensar: será verdade isso mesmo?...
             Hoje em dia já não se pode confiar mais em ninguém? 

             Todo e qualquer segredo deverá ser mantido, retido sob sigilo forte da guarda atenta de sete chaves. O seu detentor deverá ser prudente e portá-lo assim, estritamente assim: a guarda atenta de sete chaves... Rs... E nunca, jamais! Em hipótese alguma poderá revelar tal arcano; valendo isto a qualquer que seja o grau de interatividade, entre: amigos ou parentesco.
             Se você tem um segredo e, deseja mantê-lo oculto aos atenciosos ouvidos alheios, melhor guardar pra si, viu! Do contrário se contares a um só alguém, esse mesmo alguém não verá problema algum em contar para outro alguém; já que o sigilo em princípio deveria partir de ti que não suportou a boca fechada; então esse novo alguém contará para outro alguém que também contará para outro alguém e, assim sucessivamente...
            Outro dia dando ouvidos a uma pessoa ouvi: lá no meu trabalho revelei um assunto encoberto para uma pessoa e pedi segredo total, aí me dei mal. Essa mesma pessoa contou para outra pessoa que contou para uma nova pessoa vindo com isso toda a minha seção de trabalho, a saber, do caso. Por isso hoje eu digo assim: do jeito que as coisas andam já não se pode confiar mais em ninguém! Olha que eu vigio hein! Sou até cauteloso nestes casos e, nunca comento um assunto comprometedor daquilo que venha ferir a honra e a fé das outras pessoas. Mas essas mesmas pessoas às vezes me frustram, fofocando o mal dos outros...
Às vezes paro pra pensar: será verdade isso mesmo?... Hoje em dia já não se pode confiar mais em ninguém? Em tal extremo anda a humanidade?... Dos amigos que tenho qual poderia eu confiar um segredo?... Dura prova é matutar assim!...
Não conheço existir um mandamento prático a afirmar: Guarde pra si aquilo que ouve aquilo que vê e aquilo que sabes. Tudo são provérbios, dizeres tais como: "Falar é prata, calar é ouro", "Em boca fechada não entra mosquito"... A verdade é uma só no alertar: aquilo que não pode ser revelado perderá o seu encanto, no momento fiel da cumplicidade e, de uma maneira geral o linguareiro diminuirá sua credibilidade...
              Deixando de fora o dever ético que nos garante sigilo absoluto entre: advogado e cliente, o cristão e o padre. Pergunto: sabendo que o meu melhor amigo fará conhecer as minhas revelações ao seu outro melhor amigo; então aquém confiar um inevitável almejante sigilo?... Rs... Não tens?...

             Oras! Apresento-te: Jesus o imaculado unigênito filho do altíssimo Deus! Fiel, verdadeiro amigo para todas as horas. Afirmo-te: Ele é o refúgio, Nele você pode confiar! No que dizeres, serás ouvido com muita atenção, e mantido em silêncio entre você e Ele. O que reservado contares, jamais será motivo de deboche espalhado pela multidão. Acredite, Nele você pode confiar, eu confio!!!...

Rs.

Faloouuu!!!





 
 
                                                                                           Ao lado do "Pai"