21 dezembro, 2013

Feliz natal pra mim, feliz natal pra você, feliz natal pra todos!!!





E tu, Belém,
terra de Judá,
de modo nenhum
és a menor entre as
capitais de Judá


                    Jesus em meio ao iminente perigo, sobreviveu, cresceu, caminhando sozinho pelas praias do mar da Galiléia formou um poderoso exército.

              Para quem sabe e para quem não sabe, e aí acredito que muitos venham, a saber, dessa história conhecidíssima desde muitos e muitos tempos passados já contada e recontada. E foi mais ou menos assim que pelo início tudo sucedeu, pois como não haveria mais de ser se diferente do acontecido não poderia acontecer, para tal lógica basta apenas uma rápida olhadela no livro dos livros, este que aberto trata-se da própria boca do Todo-Poderoso falando diretamente conosco.
             Estando ele ali, num dos mais belo e lindo dia já nascidos na Judéia, e aqui suponho ensolarado claro de se enxergar uns quilômetros de distância, pois tal se podia fazer já que naqueles tempos não se contava com a presença constante, maçante da cara do seu vizinho exposta na janela de frente para sua varanda. Rs. Estando ele ali sentado em seu suntuoso e “mui sublime trono”, ladeado pelos seus fieis e infiéis subalternos, súditos, o “grande” rei da Judéia, reinando o seu efêmero reinado entre os anos: 37 a.C. e 4 a.C. Ah! Existem relatos que ele o “grande” Herodes também marcou sua história como um, “louco que assassinou sua própria família e inúmeros rabinos”... Quando soube da vinda de três reis magos vindos lá das bandas do Oriente à Jerusalém, procurando e dizendo: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Porque vimos sua estrela no oriente, e viemos especialmente para adora-lo.
Oras! Ouvindo isto muito indignou-se o dito rei... E tendo ele, congregado todos os príncipes dos sacerdotes, e os escribas do povo, perguntou-lhes: onde haveria de nascer o Cristo? E eles lhe disseram: Em Belém de Judéia; porque assim está escrito pelo profeta: E tu, Belém, terra de Judá, de modo nenhum és a menor entre as capitais de Judá; Porque de ti sairá o Guia que há de apascentar o meu povo de Israel.
Ser como só aquele ser humano poderia ser em seu íntimo ser; então secretamente arquitetou o que se passara ardilosamente em sua fétida, podre, maquiavélica mente; seu plano seria nada mais, nada menos que por enganar os três reis magos do oriente, inquirindo-lhes exatamente acerca do tempo em que a estrela lhes aparecera e, enviando-os posteriormente a Belém, disse: Ide, e perguntai diligentemente pelo menino e, quando o achardes, participai-me, para que também eu vá e o adore. Grande mentira! Pois o seu intuito maior seria matar o recém nascido.
              Mas tudo é providência divina e por divina revelação, em sonhos foram avisados os três reis magos para que não voltassem junto de Herodes, partindo para a sua terra natal por outro caminho.

              Aquele dito, ignorante, que imaginava ser um grande morreu. O seu reinado findou-se; por muitos e muitos anos já não existe mais.
              Jesus em meio ao iminente perigo, sobreviveu, cresceu, caminhando sozinho pelas praias do mar da Galiléia formou um poderoso exército, fez do nada, acontecer grandes milagres, curou, ressuscitou mortos, foi traído, perdoou, morreu em uma pesada cruz, ao terceiro dia reviveu, foi elevado aos céus, hoje vive assentado do lado direito do Pai. Seu reinado não terminou, jamais terminará. Todo ano universalmente, sem discriminação alguma, em toda a terra, dialeto, credo, línguas e nação se comemoram o seu precioso aniversário, seu nascimento para mim é um presente.

Viva Jesus!
Tu és o filho unigênito do único Deus vivo, e nosso Pai!

Parabéns pelo teu aniversário, muito obrigado por teres nascido.
Meu irmão, meu amigo. O meu desejo é um dia, vindouro, poder abraça-lo. Rs.

Feliz natal pra mim, feliz natal pra você, feliz natal pra todos!!!

Rs.

Faloouuu!!!






                                                                                            Ao lado do "Pai"



Nenhum comentário:

Postar um comentário