01 junho, 2012

Disparidade









Sinceramente não
consigo entender o por que!
Não seriamos nós, todos iguais?

E saber em quantas coisas boas esse mundo tem para todos nós...
Sem mesquinhez!...

               Um sonho de consumo de muita gente é poder ir às lojas e comprar, comprar e comprar; gastar, gastar e gastar. Oh! Coisa boa é poder fazer isso! Fazer coisas desse modo significa você ter dinheiro e não estar nem aí pro valor das mercadorias, significa também você não estar nem aí, com as economias do fim de mês!... Rs... I aí você só não compra aquilo que não for capaz, o desnecessário o desinteressante... Outro sonho de consumo, também vivido por muitas pessoas é o poder das viagens. Sem dúvida! Saber que você tem posses e o tempo para poder viajar... Percorrer o mundo... É um privilégio!...
               Conheço gente que já conheceu o mundo todo, e pelo mundo todo também é bem conhecido. Rs... Que maravilhoso! Que mundo pequeno! Rs.
                Sei de gente com várias propriedades; Uma em cada lugar do mundo!... Rs... Que luxo! Rs...
                Tenho amigos que ao longo do tempo já possuíram vários carros importados. Rs. Outros são colecionadores. Só relíquia! Importados! Rs... Quanta nobreza!...
                Tenho amigos que a vida toda foi ostentada no luxo, na nobreza, no desperdiço. Chamam de sorte na vida... Os iluminados?... Rs...

                 Sinceramente não consigo entender o por que! Não seriamos nós, todos iguais? Sinceramente não entendo o porquê da desigualdade!... Meu deus quanto disparate!...

Olho para o mundo e vejo muita gente que padece, vivendo o tempo todo no sofrimento, só no sofrimento!...
Conheço pessoas que nunca foram ao mar; não conhecem cinema!... A sobra da mistura do almoço de domingo é pro resto da semana. Sei de gente que leva uma vida de cão! Sem parentes, sem mistura, sem amigos, sem dinheiro, sem teto, sem créditos...
                   Vejo gente que vai andando pelo caminho sem a menor perspectiva do que será o amanhã. Nem se lembra de ontem, nem sabe do dia de hoje.
                    Sei de gente que a vida toda nunca saiu do lugar de onde nasceu; morreu na mesma rua.
                    E saber em quantas coisas boas esse mundo tem para todos nós... Sem mesquinhez!... E saber que ele, todo o universo conspira a nosso favor quando almejamos o de melhor para as nossas vidas; e entender que o melhor para todos nós, não é aquilo que podemos ver!... E reconhecer que aquilo que ainda os nossos olhos não viram e ainda não o conheceu, aí sim pode ser de fato o de melhor significância para todos nós.
                    Não somos o acaso, nem estamos aqui por acaso! Somos todos personagens de uma grande história, contada cada dia. Onde o grande autor teve cuidado minuciosos nas diferenças individuais; de cada um de nós.
                    A disparidade foi distribuída a cada um de nós quando da nossa chegada aqui na terra, junto com o nosso inseparável passaporte carimbado validado com data e hora marcada de partida para onde iremos; cada um segundo as vossas próprias obras; pois o tempo em que temos permissão de estarmos aqui, já está definido. Os nossos dias um a um já foram contados; tem uma data certa!... Pré-marcada! Sabido é que sem a autorização Dele ninguém permanecerá nem um minuto a mais, aqui nesta terra. Nenhum de nós conseguirá adiar esse tempo já estabelecido por Ele. Quando chegar à hora um anjo descerá incumbido de tal missão fatídica e aí meu amigo, esteja você onde estiver fazendo o que estiver fazendo; nada importará, ele lhe estenderá a mão e no seu tempo exato lhe arrebatará.
                    Então vivamos e deixamos viver, as desigualdades fazem parte de um plano, e o homem não entenderia nada dos desígnios divino. Faça a sua parte, se possível compartilhe aquilo que é bom. Dando o melhor de si no desempenho próspero para a humanidade.
                    Quando eu ando dou esmolas, não jogo papel no chão, dou emprego, ofereço o melhor lugar aos idosos; ajudo o meu semelhante. Olho para trás e comparo, me sinto mais forte, revigorado pronto para caminhar.
                   Sou um ser vivo, to vivendo, vivo errando, to aprendendo!... Porque eu não sei como fazer, então começo, e vou. E aí enquanto eu faço então descubro como devo terminar e termino...

E termino. Rs...







               

                                                                                            Ao lado do "Pai"



Nenhum comentário:

Postar um comentário